Todos Os Lados
Capital Inicial

Todo dia é um pouco pior
Cercado por todos os lados
O dia é longo e o caminho maior
Cada hora passa mais devagar
Cercado por todos os lados
Chegando perto sem nunca tocar

Descalço alheio à tempestade
Meio louco, meio covarde
Vivendo leve quase pela metade
Nada disso tem a ver com vontade
Aos meus olhos tudo é transparente
Todos os lados ficam de frente
Lá fora o mundo é indiferente
Tomando forma lentamente

Todo dia é um pouco pior
Cercado por todos os lados
O dia é longo e o caminho maior
Cada hora passa mais devagar
Cercado por todos os lados
Chegando perto sem nunca tocar

Não tenho nada a não ser as paredes
E a companhia dos que caem na rede
Querendo mais do que um simples enredo
Nadando em muito enquanto morrem de sede
Aos meus olhos tudo é transparente
Todos os lados ficam de frente
Lá fora o mundo é indiferente
Tão divertindo quanto decadente

Todos os lados ficam de frente
Todos os lados ficam de frente
Todos os lados

Toda noite é um pouco pior
Cercado por todos os lados
Minutos passam e eu me sinto menor
A madrugada parece nunca acabar
Cercado por todos os lados