Alentejo És Nossa Terra
Vitorino

Alentejo
És nossa terra
Lá estarmos agora
E a mocidade, com saudades
Ouvir cantar, como cantava outrora

Terra bela
Tão desejada
Casas singelas, de branco caiadas
Eu nunca esqueço que foste meu berço
Lindo cantinho, desta pátria amada