Barrancos És Minha Terra
Vitorino

Lá por sermos Barranquenhos
De modo algum é defeito
É bem portuguesa a alma
Que trago dentro do peito

Barrancos és minha terra
Bonita vila arraiana
Tu contas à espanhola
E também à alentejana


Tens uma fama tirana
Como tu não há igual
Bonita vila arraiana
Barrancos de Portugal