Flor de La Mar
Vitorino

Da flor de la mar
Leio a minha sina
No cruzeiro do sul
Brisa macia, espírito mansos
Palma da mão, no coração
Gaita de búzios, toca a canção
D´enjeitar o Adamastor
(Pai das desventuras)
P´ra lá da boa esperança
Novos encontros, enche-me a boca
Romã brilhante,
Dá a tua cor à estrela andante
Do meu temor de não ver
Ave tranquila, crescer pão da terra
Soltar velas ao céu
Ventos afoitos darem a força
Ao barco leve, desta aventura
Vaga difícil d´água tão escura