Litania Para Um Amor Ausente
Vitorino

Com a noite me deito
Com o dia me levanto
Canta-me um pássaro no peito
Vai-me a tristeza no canto

Vai-me a tristeza no canto
Como um cavalo no prado
Seca-me a água do pranto
Deste rio desatado